Follow by Email

terça-feira, 7 de junho de 2011

Chips ajudam a controlar população de cães e gatos



    


Cerca de 200 cães e gatos de São José dos Pinhais foram cadastrados por seus donos e serão castrados pela Prefeitura neste mês de junho. A ação faz parte do Programa Municipal de Controle Ético da População Canina e Felina.

A castração será feita gratuitamente e visa diminuir a superpopulação de animais e a incidência de zoonoses no município. Serão implantados microchips nos caninos e felinos castrados, para que os donos se responsabilizem por eles caso sejam encontrados nas ruas. A intenção é diminuir o número de animais pelas ruas. Um estudo da prefeitura mostra que cerca de 80% deles já tiveram dono, mas foram abandonados. 

As pessoas que cadastram os animais no Programa da Prefeitura recebem uma visita de funcionários da Secretaria do Meio Ambiente, que fazem a triagem, a vacinação, dão vermífugo e anti-parasitário no animal. Além disso, antes de ser feita a castração, os donos passam por um mini-curso sobre a guarda responsável, que é uma condicionante do processo.

A Prefeitura faz também o censo canino e felino no município. A contagem dos animais é feita por amostragem e foi dividida pelas seis regionais da cidade. A regional do Guatupê e do São Marcos já foram contempladas.

Outro ponto do Programa é a conscientização da população sobre a guarda responsável, feita com as crianças do município. Cerca de 3 mil alunos do 5º ano da rede pública municipal já assistiram à peça “O cachorro do menino”, encenada por funcionários da Secretaria do Meio Ambiente. O teatro conta a história de um menino que comprou um cachorro com deficiência e pensou em abandonar o animal, mas muda de ideia e passa a cuidar com ainda mais carinho do animal.

A Prefeitura ganhou um reforço esta semana, quando foi formalizado um contrato com a Universidade Federal do Paraná (UFPR) e instalada a primeira residência em medicina veterinária do coletivo do país, que trata de questões relativas ao controle de zoonoses e controle populacional de cães e gatos. Duas médicas veterinárias vão acompanhar as visitas e todas as ações desenvolvidas pelo Programa.