Follow by Email

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Para Reflexão


Amigo,

Se errei o magoei, ou então o julguei mal,
Desculpe-me pelos transtornos causados...

Estou em construção.

Certa vez li numa tabuleta: Desculpe o transtorno, estamos em obra". Causamos transtorno na vida de muitas pessoas porque somos matérias e, portanto imperfeitos; as vezes pronunciamos palavras inadequadas, falamos sem necessidade, incomodamos sem perceber, agredimos sem intenção. Quantas vezes não respeitamos o tempo e o espaço do outro e também, achamos que podemos mudar a história do semelhante. O mundo sou eu e o outro é apenas um detalhe da existência que Deus concedeu a cada um.

São incontáveis os transtornos que causamos. E tudo porque estamos em construção da própria obra, onde buscamos o entendimento da edificação da nossa vida, assim atingimos a leveza do bem e o amor, capazes de aliviar qualquer tarefa ou procedimento por mais árduos que sejam os trabalhos a realizar. Assim é a nossa vida.

O outro, o nosso irmão, também está em construção e, portanto, causa transtornos.

Nesta grande obra acontecem momentos penosos para todos nós: é um tijolo que cai e machuca é a cal e o cimento que atingem , e até outros materiais mais contundentes.

E o que fazer? E limpar e cuidar das marcas produzidas e nunca deixar de lado que erramos, e consequentemente, estamos em obra, em construção permanente.

Diante disso, sentimos a necessidade de pedir Perdão e, só assim, contemplamos o nosso ser espiritual: sentir a beleza do perdão.

Fortalecemos o nosso ser espiritual, nos tornamos alegres e carregados pela leveza do bem. Estamos prontos para a labuta da vida, sempre em obras dignas construindo o mundo sem grandes transtornos.

Margarida do Val

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Não resisti...quero compartilhar esse texto que faz tempo é divulgado pela internet. Hilário. 
Divirtam-se também.
Ah, a minha resposta é sim para as duas perguntas...




A Vida se resume em 2 simples perguntas...

1. Devo ter um cachorro.....? 



OU... 



2. Devo ter filhos? 



Sem importar quanto parece que é difícil a nossa vida, devemos lembrar: 

... que sempre há uma luz no final de um túnel. 




Você está rindo? 
Que bom, pois essa era a idéia! 

Tenha um ótimo dia ! 
Lembre-se de agradecer sempre tudo...o bom e o ruim!

obs: Os gatos são sempre DRAMÁTICOS!! 










domingo, 8 de maio de 2011

Às Mães




Mulheres


"Certo dia parei para observar as mulheres e só pude concluir uma coisa: elas não são humanas. São espiãs. Espiãs de Deus, disfarçadas entre nós.

Pare para refletir sobre o sexto-sentido.

Alguém duvida de que ele exista?

E como explicar que ela saiba exatamente qual mulher, entre as presentes, em uma reunião, seja aquela que dá em cima de você?

E quando ela antecipa que alguém tem algo contra você, que alguém está ficando doente ou que você quer terminar o relacionamento?

E quando ela diz que vai fazer frio e manda você levar um casaco? Rio de Janeiro, 40 graus, você vai pegar um avião pra São Paulo. Só meia-hora de vôo. Ela fala pra você levar um casaco, porque "vai fazer frio". Você não leva. O que acontece?

O avião fica preso no tráfego, em terra, por quase duas horas, depois que você já entrou, antes de decolar. O ar condicionado chega a pingar gelo de tanto frio que faz lá dentro!

"Leve um sapato extra na mala, querido. Vai que você pisa numa poça..."

Se você não levar o "sapato extra", meu amigo, leve dinheiro extra para comprar outro. Pois o seu estará, sem dúvida, molhado...

O sexto-sentido não faz sentido!

É a comunicação direta com Deus!

Assim é muito fácil...

As mulheres são mães!

E preparam, literalmente, gente dentro de si.

Será que Deus confiaria tamanha responsabilidade a um reles mortal?

E não satisfeitas em ensinar a vida elas insistem em ensinar a vivê-la, de forma íntegra, oferecendo amor incondicional e disponibilidade integral.

Fala-se em "praga de mãe", "amor de mãe", "coração de mãe"...

Tudo isso é meio mágico...

Talvez Ele tenha instalado o dispositivo "coração de mãe" nos "anjos da guarda" de Seus filhos (que, aliás, foram criados à Sua imagem e semelhança).

As mulheres choram. Ou vazam? Ou extravazam?

Homens também choram, mas é um choro diferente. As lágrimas das mulheres têm um não sei quê que não quer chorar, um não sei quê de fragilidade, um não sei quê de amor, um não sei quê de tempero divino, que tem um efeito devastador sobre os homens...

É choro feminino. É choro de mulher...

Já viram como as mulheres conversam com os olhos?

Elas conseguem pedir uma à outra para mudar de assunto com apenas um olhar.

Elas fazem um comentário sarcástico com outro olhar.

E apontam uma terceira pessoa com outro olhar.

Quantos tipos de olhar existem?

Elas conhecem todos...

Parece que freqüentam escolas diferentes das que freqüentam os homens!

E é com um desses milhões de olhares que elas enfeitiçam os homens.

EN-FEI-TI-ÇAM !

E tem mais! No tocante às profissões, por que se concentram nas áreas de Humanas?

Para estudar os homens, é claro!

Embora algumas disfarcem e estudem Exatas...

Nem mesmo Freud se arriscou a adentrar nessa seara. Ele, que estudou, como poucos, o comportamento humano, disse que a mulher era "um continente obscuro".

Quer evidência maior do que essa?

Qualquer um que ama se aproxima de Deus.

E com as mulheres também é assim.

O amor as leva para perto dEle, já que Ele é o próprio amor. Por isso dizem "estar nas nuvens", quando apaixonadas.

É sabido que as mulheres confundem sexo e amor.

E isso seria uma falha, se não obrigasse os homens a uma atitude mais sensível e respeitosa com a própria vida.

Pena que eles nunca verão as mulheres-anjos que têm ao lado.

Com todo esse amor de mãe, esposa e amiga, elas ainda são mulheres a maior parte do tempo.

Mas elas são anjos depois do sexo-amor.

É nessa hora que elas se sentem o próprio amor encarnado e voltam a ser anjos.

E levitam.

Algumas até voam.

Mas os homens não sabem disso.

E nem poderiam.

Porque são tomados por um encantamento que os faz dormir nessa hora."



LUIS FERNANDO VERISSIMO

sexta-feira, 6 de maio de 2011

Será crime o uso de pele de animais em eventos de moda




A Câmara Federal analisa o Projeto de Lei 684/11, do deputado Weliton Prado (PT-MG), que torna crime o uso de peles de animais silvestres, domésticos ou domesticados, sejam eles nativos ou exóticos, em eventos de moda no Brasil. A pena prevista é de reclusão de um a três anos e multa.

O projeto acrescenta artigo à Lei de Crimes Ambientais (9.605/98). Para o autor, a criminalização do uso de pele de animais nas passarelas é uma forma de coibir o comércio do produto.

Prado lembra que o comércio de peles já é proibido nos Estados Unidos e na Itália desde 2000. A União Europeia proíbe o comércio de produtos oriundos de pele de cães e gatos.

“O uso de peles verdadeiras enseja a prática de crueldades que causam sofrimento intenso nos animais”, afirma. “Existem vários outros produtos que atendem o inverno brasileiro, como o tricô e as peles sintéticas, que são mais leves, mais duráveis e práticas para cuidar”, complementa.

O projeto será analisado pelas comissões de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável; e de Constituição e Justiça e de Cidadania. Depois, seguirá para o Plenário. Com informações da Agência Câmara.

Íntegra da proposta:
PROJETO DE LEI Nº ____ / 2011
(Do Sr. Weliton Prado)
Veda o uso de peles de animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos em eventos de moda no Brasil.
O Congresso Nacional decreta:
Art. 1º O art. 32 da Lei nº 9.605, de fevereiro de 1998, passa a vigorar acrescido do
seguinte art. 32-A:
“Art. 32………………………………………………………………………..
Art. 32-A – É crime o uso de peles de animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos em eventos de moda no Brasil.
Pena – reclusão, de um a três anos, e multa.



terça-feira, 3 de maio de 2011

O tempo da "velha maluca" acabou!

O tempo da "velha maluca" acabou! 

Somos pessoas com consciência social e que temos que ter vida. 

Eu dedico meu tempo livre para promover o bem estar dos animais, como qualquer pessoa pode doar seu tempo livre para ler para pacientes nos hospitais.

Vivemos em uma democracia. 

Eu devo escolher qual a causa que eu quero ajudar.

E você? Qual a sua causa?