Follow by Email

quinta-feira, 24 de maio de 2012


Sábado, dia 26.05.2012 - RJ - Largo do Machado.

Estaremos participando da 
Campanha de Adoção de Cães e Gatos,
junto com outros Protetores,

Muitos gatinhos e cachorrinhos esperam por um lar digno e responsável!

Compartilhem!! 

Prestigiem!! 

Levem suas doações para os animais resgatados!!

O inverno está chegando e a necessidade de jornais aumenta muito!!!

Doem:
Ração para cães e gatos, adultos e filhotes
Medicamentos: antibióticos (Baytril, Flotril, Amoxicilina), antiinflamatórios (Maxican, Azium, Banamine, Cetoprofeno, Meloxican)
Medicação para pulgas ( CAPSTAR)
Vermífugos
Caminhas, panos e toalhas usadas.


quarta-feira, 23 de maio de 2012

Aprenda a perder calorias em dobro levando seu cachorro para passear!









Você quer perder algumas calorias e não tem tempo de se exercitar? Sabia que você pode incluir alguns esportes no seu dia a dia? Se você trabalha, vai para a faculdade ou escola, durante o seu dia passa por diversos obstáculos que podem ser primordiais para torná-lo uma pessoa fisicamente ativa.



Andar com o seu cachorro

Você tem um cachorrinho lindo e o ama muito? Mas, quando o assunto é passear com ele ou levá-lo para fazer suas necessidades, você morre de preguiça? Então, comece a prestar atenção nos “dog walkers” ou “passeadores de cães”. Nunca percebeu que são magros e tonificados? Eles se beneficiam muito com esta prática e conseguem perder diversas calorias, além de definir membros superiores e inferiores. Que tal tentar? Faça o aquecimento dos seus exercícios com uma caminhada acompanhado do seu cachorro, assim, você vai conseguir perder cerca de 200 calorias em apenas 30 minutos. Mas, cuidado! Especialistas não indicam correr com cachorros. Se eles pararem abruptamente você pode sofrer um acidente. Por isso, caminhe com atenção e fique cada vez mais próximo do melhor amigo do homem. E, durante o passeio, não se esqueça da sua hidratação e da hidratação do seu cão.



Você pode fazer isso em qualquer lugar e tirar proveito de qualquer situação para manter a forma.


sexta-feira, 18 de maio de 2012

A Maternidade Felina - Porque evitar

Nesta semana de dia das mães várias foram as fotos de mamães animais com seus filhotes e frases cheias de doçura.

No entanto, acho que as pessoas esqueceram que cada um desses filhotes que chegam ao mundo também podem estar fadados a um futuro infeliz, já que não existe lugar para todos.

a realidade não é tão bonita assim

Então, vamos falar de todo o processo de maternidade para as gatas e tentar fazer com que as pessoas entendam que não passa de um comportamento instintivo de perpetuação da especie.


1- ACASALAMENTO

Ao contrário da crença popular, o acasalamento dos gatos nada tem de prazeroso.
O pênis do gato possui pequenas espiculas - espinhos - que machucam a fêmea.
Durante o acasalamento, ele morde a nuca da gata - podendo machucar seriamente - para prendê-la na posição. Durante o coito o pênis arranha a vagina, estimulando a produção de hormônios que promovem a ovulação e por isso os gritos. 

pênis felino

Essas mordidas e troca de sangue durante o acasalamento pode ocasionar inúmeras doenças , algumas delas fatais, como a PIF (peritonite infecciosa felina ), FELV (Leucemia Felina), FIV (Aids Felina) e outras doenças dermatológicas como sarna e pulgas.


Uma unica gata pode acasalar com diversos machos durante uma unica noite, resultado em filhotes de pais variados em uma ninhada.


2- GESTAÇÃO

A gata em gestação precisa de alimento de alta qualidade para que todos os nutrientes cheguem até os filhotes sem causar danos à mãe e acompanhamento veterinário regular.
A gestação de uma gata dura em torno de 60 dias e elas vão ficando cada vez mais pesadas e sonolentas a medida que se aproxima o nascimento. 

prenhe e abandonada, infelizmente, uma visão comum :(

Para gatas abandonadas isso significa a impossibilidade de procurar por fontes de comida distantes e até mesmo defender-se de perigos. Não é raro vermos mamães prenhes com barrigas imensas e esqueleto à mostra, revirando sacos de lixos.


3- PARTO

Gatas são conhecidas por serem excelentes no cuidado com suas crias, mas muita coisa errada também pode acontecer. No caso de gatas muito jovens, algumas delas podem rejeitar os filhotes, deixando-os para morrer depois do nascimento e até mesmo devorar suas crias.

Em gatas que não tiveram a alimentação e acompanhamento veterinário necessários durante a gestação, podem estar muito fracas para conseguirem cuidar, ter leite para todos recém-nascidos e mortes na ninhada também podem ocorrer.

Também há casos em que os filhotes são grandes demais e ficam presos no canal do parto, impossibilitando um nascimento normal. Nestes casos uma cesária é a unica opção, que demandará muito mais cuidados para a mãe - que passou por um processo cirúrgico - e para os filhotes que foram anestesiados.

Não é raro observarmos as gatas arfando durante o parto e chegada de cada filhote.
Os cuidados após o nascimento não podem parar, já que é necessário observar se todas as placentas foram expelidas, se os filhotes estão respirando e mamando e se há algum preso no canal de parto. Hemorragias também podem ocorrer.

Gatas nas ruas procuram tocas e locais seguros para ter seus filhotes, mas não é raro que eles sejam mortos por outros gatos, machos ou fêmeas, para eliminar competição e para que a mãe fique no cio, aceitando um novo macho novamente. Historias que mães ariscas se assustaram e abandonaram a ninhada inteira para trás também não são raridade.

Eu sinceramente não compreendo porque uma pessoa com acesso à informação deixaria sua gata ( ou cadela ) passar por tudo isso se pode ser evitado. Mesmo depois de toda a dedicação das mães, somente 1 filhote de cada ninhada atingirá seu primeiro ano de vida, vitima de acidentes, irresponsabilidade humana, doenças, etc.

A maioria das gatinhas que possuiam um lar são deixadas na rua justamente neste periodo, pelos donos que não castraram e também não querem se responsabilizar pelos filhotes. O grau de crueldade aumenta quando apenas tiram os recem-nascidos de suas mães, abandonando-os em caixas ou sacos plásticos, condenando-os a uma morte por frio e fome. 

mamãe e bebês abandonados em uma caixa

Se engana quem pensa que filhotes que são doados estão livres de um futuro incerto, já que a maioria das pessoas apenas repassa os mesmos, sem nenhuma preocupação maior quanto ao tipo de vida que terão ou se ao menos serão castrados.

Nenhuma fêmea tem em si o desejo humano da maternidade e, na realidade, se uma prenhez puder ser evitada, a qualidade de vida delas se torna muito melhor.

Eu, sinceramente, fico revoltada toda vez que alguém com condições e acesso a informação diz que sua fêmea pariu ou que seu macho está tendo acesso às ruas. Não consigo mais enxergar filhotes como algo bonitinho, só consigo temer por todas as desgraças que podem alcançá-los. 

A minha concepção de amor materno é aquele que eu sinto pelo meu gato, castrado, que nunca foi pai de nenhum filhote pelas ruas, morando seguro dentro de casa, assim como para todos os outros animais que passaram pelas minhas mãos. 





quarta-feira, 16 de maio de 2012

Troque o cocô do seu cachorro por Wi-Fi





O portal de internet Terra, da cidade do México, teve uma ideia inusitada. Eles adaptaram pontos de acesso Wi-Fi com acesso à internet em dez parques da cidade. Até aí, tudo bem. A novidade é que, para ativar o sinal da rede, a pessoa precisa depositar uma quantidade de cocô de cachorro dentro da lixeira que, acoplada ao ponto de acesso, libera o sinal. Quanto maior for a “obra” (e mais pesada) do cão, mais tempo é liberado.

A medida tem como objetivo incentivar as pessoas que passeiam pelos parques com seus animais de estimação a apanhar as fezes dos animais. Como quase todos que passeiam com os animais também utilizam smartphones, a solução pareceu uma boa ideia. É claro que nada impede que qualquer objeto seja depositado na lixeira, já que ela é ativada pelo peso. Mesmo assim, o Terra acredita que a medida cumprirá o seu principal objetivo, que é educar o povo.


terça-feira, 15 de maio de 2012

Os gatos e as árvores





Uma das minhas amigas ligou revoltada, depois de ver a foto-denúncia do Domingos Peixoto:

– Você viu o PM usando spray de pimenta contra uma cadelinha? Muita covardia! Às vezes me dá nojo pertencer ao gênero humano.

– Calma! O gênero humano, como um todo, até que tem progredido. A comoção que a foto está causando é prova. Claro que isso não impede que uns tantos humanos, individualmente, continuem agindo como trogloditas.

Foi difícil convencê-la de que a humanidade merece uma segunda chance — até porque, depois de ver as fotos do governador Sergio Cabral e de sua corja em Paris, eu mesma não estava muito convencida disso. No dia seguinte, ela me ligou novamente, bem mais animada, para conversar sobre o inquérito que vai investigar o animal.

A pena para maus-tratos a animais é muito pequena, mas o simples fato de o Ministério Público atentar para o caso é um progresso. Há um tempo que ainda está na memória de muitos de nós, maltratar bicho não dava nada, nem censura social. A consciência de que os animais têm tanto direito à vida e ao bem-estar quanto nós é recente no mundo todo e tem progredido, em parte, acredito, graças à internet, onde denúncias são rotineiras.

o O o

Enquanto isso, no Iate Clube, o comodoro Luiz Carlos Barroso Simão mandava, por circular, uma prova de que o ser humano tem salvação: nela, informava que, baseado na Declaração universal dos direitos dos animais, e na própria constituição brasileira, o ICRJ optou por contratar um veterinário para castrar e cuidar dos gatos existentes em suas dependências. Não fazê-lo seria negar a eles as condições de vida dignas a que têm direito.

Os gatinhos do Iate, que há anos são cuidados pela protetora Marilene do Canto Telles, agora são clientes oficiais de Lelia Winkler, a mesma veterinária que, ao longo dos últimos 20 anos, tratou deles como voluntária. Lélia tem uma clínica na Rua Jardim Botânico, para onde vão os que precisam de tratamento.

Há quem argumente que clubes não são lugar para bichos. Há controvérsias. O fato é que, no Rio, ninhadas inteiras são abandonadas por pessoas que têm pena de castrar seus animais de estimação, mas não acham nada demais em se desfazer dos filhotes da forma mais irresponsável. Ignorar essa realidade é marca de administradores incompetentes; tentar eliminar os animais é marca de criminosos.

Com toda a população de gatos castrada, vacinada e bem alimentada, o Iate vira exemplo de humanidade e de civilização.

o O o

Agora mesmo um outro clube chique da cidade, o Jockey, volta à carga contra os gatos que tiveram a infelicidade de lá serem abandonados. Essa guerra contra os felinos é longa e estranha, considerando o quanto cavalos e gatos se dão bem; mas, infelizmente, o clube não é dirigido pelos seus quadrúpedes.

A presença de gatos no Jockey nem sempre foi mal vista. Na verdade, parte dos que lá estão foram levados pelos próprios sócios, para caçar ratos na área dos cavalos. O seu infortúnio nasceu de uma conjunção de fatores adversa: a realização do Vivo Open Air e a posse de um diretor intolerante e preconceituoso, que nunca escondeu os seus verdadeiros sentimentos em relação aos gatos. O Vivo Open Air entra na história porque a sua produtora sugeriu ao Jockey a criação de um gatil temporário para abrigar os gatos durante o evento. Embora tivesse prometido entregar um espaço com a infraestrutura necessária ao seu bem-estar, tudo o que ela fez foi cercar com tela uma área úmida e sombreada. Menos mal se, de fato, os gatos tivessem passado lá apenas 20 dias; mas a direção do Jockey tornou as instalações permanentes, e passou a usá-las como depósito de animais.

Em breve o tal gatil, que por trás do nome simpático esconde um verdadeiro campo de concentração para felinos, tornou-se centro de doenças contagiosas. Gatos sadios eram misturados aos doentes, nem uns nem outros eram bem alimentados e todos morriam feito moscas. O gatil foi desativado em 2006, depois que a Sepda (Secretaria de proteção e defesa dos animais) constatou a monstruosidade que representava. Hoje, porém, a mesma secretaria, inteiramente desvirtuada e agindo contra os interesses dos animais, se aliou ao Jockey para a reabertura daquele palco de horrores. Além de desumana, a ação é ilegal: o espaço foi interditado pelo Centro de Controle de Zoonoses por absoluta insalubridade. A ONG Oito Vidas, uma das mais sérias e aguerridas na defesa dos animais, acaba de entrar com uma representação junto ao Ministério Público contra o JCB e o secretário Luiz Gonzaga Leite – que de defensor de animais não tem nada.

o O o

Sábado agora, dez da manhã, muitos de nós que somos contra a construção de uma saída de metrô na Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, estaremos lá para abraçar a praça e para mostrar o nosso apreço pelas 113 árvores lindas e antigas que uma administração burra e autoritária marcou para morrer. A necessidade dessa estação é altamente discutível; mas ainda que se chegue à conclusão de que é indispensável, há outras soluções possíveis que não envolvem o corte de tantas árvores quase centenárias. Tudo é questão de bom-senso e de sensibilidade, matérias-primas em falta no atual governo.

(O Globo, 10.5.2012)





segunda-feira, 14 de maio de 2012

Mutirão de Castração - QUEM PODE COLABORAR?

Mutirão de Castração - QUEM PODE COLABORAR?


Estamos ajudando a Ge Scalabrini 
 com a castração e doação de quatro Bbcats de idade estimada em 4 meses 
que moram em uma praça no RJ.

Conseguimos o valor de R$ 60,00 para cada castração.

Quem pode doar ao menos UMA castração?



sexta-feira, 11 de maio de 2012

Campanha de Adoção - 12.05.2012


No próximo sábado, 12 de maio, estaremos no

Largo do Machado – RJ
das 10.00h às 18.00h

Em mais uma Campanha de Adoção de Cães e Gatos.


Somos vários Protetores, reunidos sob a coordenação de
Tony Resgate de Animais e Regina Schummacher.


Você certamente encontrará lá o seu amigo.


E quem não pode adotar, pode ajudar!



Doe:

Ração seca e úmida, para cães e gatos, adultos e filhotes,

Panos, camas, cobertores e jornais.

Medicamentos humanos: Amoxicilina, Amoxicilina com clavulanato, Doxiciclina, Prednisona, Terramicina pomada oftálmica, Epitezan pomada oftálmica.

Medicamentos veterinários: Enrofloxacina (Baytril, Duotril, Primociclin), Pentabióticos, Capstar (um comprimido já ajuda muito), Vermífugos (adultos e filhotes), Meloxivet, Maxican, Complexos vitamínicos.





Divulguem nossa Campanha entre seus amigos, você certamente tem algum que está pensando em adotar um Peludinho.






quinta-feira, 10 de maio de 2012

Como usar o cobertor


Aprenda a usar corretamente o cobertor...kkkkkk



video

PMA apreende três filhotes de curió sem registro em residência

Atenção criadores de passarinhos, vocês também cometem crimes!!!






PMA apreende três filhotes de curió sem registro em residência 








A Polícia Militar Ambiental de Campo Grande autuou um morador do bairro Aero Rancho por criação ilegal de aves. Foram encontradas na residência foram diversos pássaros legalizados, todos anilhados (identificação em uma das patas) e com registro no Ibama e se tratava de criador autorizado. No local havia também três filhotes de curió que estavam sem anilha e registro. Os pássaros ilegais foram apreendidos.

O autuado recebeu multa administrativa de R$ 1,5 mil por manter animais silvestres em cativeiro sem autorização ambiental. Ele também responderá por crime ambiental e poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção. Os animais foram encaminhados ao Centro de Reabilitação de Animais silvestres (CRAS).





Fonte: Alessandra Carvalho - Capital News (www.capitalnews.com.br) 

segunda-feira, 7 de maio de 2012

10 mandamentos do dono bom



Está pensando em adotar um bichinho de estimação? Antes, confira os dez mandamentos do dono bom



Lembre-se: nunca deixe seu animal sair à rua sozinho
Foto: Dreamstime



Animais de estimação nos dão amor incondicional, melhoram nosso estado de espírito e até nossa saúde. Por que não adotar um novo amiguinho, não é mesmo? Antes, confira os mandamentos do dono bom:

1. Antes de adquirir um bicho, considere seu tempo médio de vida. Pergunte à família se todos estão de acordo, se há recursos necessários para mantê-lo e verifique quem cuidará do animalnas férias e feriados.

2. Prefira animais de abrigos públicos e privados (vacinados e castrados), em vez de comprar por impulso.

3. Informe-se sobre as características e necessidades da espécie escolhida - tamanho, peculiaridades, espaço físico necessário.

4. Não deixe seu animal sair à rua sozinho e, quando passear com ele, use coleira. Isso evita problemas para ele, para você e para os outros. Em casa, no entanto, não mantenha o bicho acorrentado.

5. Cuide da saúde do animal. Providencie local e alimentação adequados (não dê sobras de comida, que em geral não atendem às necessidades nutricionais do bicho). Não deixe água estagnada no pote, vacine, dê banho, escove e exercite-o. Quando estiver doente, leve ao veterinário.

6. Zele também por sua saúde psicológica. Dê atenção, carinho e ambiente adequado a ele. Não o castigue nem maltrate.

7. Eduque o animal, se necessário, por meio de adestramento, mas respeite suas características.

8. Ao sair na rua com seu cachorro, recolha a sujeira que ele fizer. Essa é uma regra básica de civilidade e higiene.

9. Identifique o animal com plaqueta e registre-o no Centro de Controle de Zoonoses de sua cidade.

10. Evite crias indesejadas. Castre machos e fêmeas. A castração é a única medida definitiva no controle da procriação e não tem contra-indicações.

7. Eduque o animal, se necessário, por meio de adestramento, mas respeite suas características.

8. Ao sair na rua com seu cachorro, recolha a sujeira que ele fizer. Essa é uma regra básica de civilidade e higiene.

9. Identifique o animal com plaqueta e registre-o no Centro de Controle de Zoonoses de sua cidade.

10. Evite crias indesejadas. Castre machos e fêmeas. A castração é a única medida definitiva no controle da procriação e não tem contra-indicações