Follow by Email

terça-feira, 11 de janeiro de 2011

ACUPUNTURA VETERINÁRIA


foto: Meire Martinez


A acupuntura é o recurso terapêutico da Medicina Tradicional Chinesa mais conhecido no ocidente.

O tratamento baseia-se na teoria dinâmica do fluxo de energia, a qual postula que o Qi ou energia vital flui de forma contínua pelo corpo por caminhos e rotas específicas, conhecidas comoMeridianos.

Tal fluxo é restabelecido pela estimulação de pontos espalhados por estes meridianos com o uso de Agulhas, Moxa, Estímulos Elétricos, Laser, entre outros.

No contexto ocidental, a acupuntura mostrou ser benéfica para o tratamento de diversas patologias, dentre as quais podemos citar na veterinária:

• Osteoartrites;
• Displasia coxo-femural;
• Doenças da coluna;
• Seqüelas de cinomose;
• Paresia ou paralisia secundária a injúrias medulares;
• Recuperação pós-cirúrgicas; entre outras.

Vale a pena enfatizar que esta terapia funciona como qualquer outra, não podendo reverter danos teciduais já estabelecidos.

“A acupuntura deve ser vista como uma medicina Complementar, e não Alternativa”.

Bases Científicas

• Pontos de Acupuntura:

- Epitélio mais delgado (modificação das fibras de colágeno da derme);

- Áreas que contém altas quantidades de terminações nervosas, capilares, vênulas e vasos linfáticos;

- Baixa resistência à condução elétrica.

Mecanismo de Ação

• Transmissão do estímulo da agulha por um mecanismo semelhante ao da dor;


• Fibras que carreiam informações não dolorosas ? sinapse na medula com interneurônios ? “fecham” os portões para a dor ascendente.

“O uso da Acupuntura nas clínicas e hospitais não deve ser visto como um custo adicional e sim, como uma maneira de se tentar diminuir o custo com medicamentos e internação”.

“Esta terapia é complementar à Medicina Ocidental, e auxilia, portanto no processo de cura além de melhorar a qualidade de vida do animal”.

Dra. Patricia Rabello
Especialista em Acupuntura Veterinária

Fonte: www.greepet.vet.br