Follow by Email

terça-feira, 15 de março de 2011

Telas são mesmo necessárias?



Se você mora em apartamento, não importa o andar, telas são item obrigatório. Trata-se de posse responsável. Tem gente que acha que fica feio e por isso prefere que o gatinho corra o risco de morrer. 

Perguntamos: Isso é amar ? Na nossa opinião, não. Tem gente que acha que o gatinho nunca vai cair porque conhece um amigo que tem um gato num apartamento sem telas há 10 anos. É verdade que alguns gatos não demonstram interesse por janelas e sacadas ou são perfeitos equilibristas. Mas quantos deles são assim? Ou será apenas sorte ? Você vai esperar seu gatinho morrer para se arrepender? Ou é do tipo que trata animais como objetos, "ah, morreu, adoto outro" ? Quem ama cuida, protege, zela, quer bem. 

Se esse não é o seu caso, você não está apto para adotar um gatinho. Adote um bichinho que não caia, não seja curioso, não se encante com pássaros, não desafie a natureza num dia de garoa. Um gato não serve pra você. Conheça a seguir a triste história de Ronron, uma gatinha linda, carinhosa, apaixonante... que morreu por relaxamento do dono. Depois de ler, reflita: será que vale mesmo a pena economizar R$100, R$150 na instalação das telas e ver seu "filhinho" acabar assim ?


Ronron

A Ronron era uma gatinha fofa, carinhosa, ronronenta, tudo de bom. Tudo o que você sempre sonhou! 

Ela tinha dono, um traficante da região central de São Paulo. Sempre engravidava e ele jogava os bebês na porta da casa dos Resgatinhos... 

Um belo dia, Ronron caiu do sétimo andar... e o seu dono, vendo a gata toda ferrada, a abandonou ali também. Claro, "consertar" uma gata nesse estado sairia muito caro. Com a queda, Ronron quebrou 1 costela, 3 patas (uma em 4 partes, outra em 3 e outra "apenas" em uma), a bacia ficou esmigalhada, ralou o queixo, e teve hemorragia (porque estava grávida novamente e com a pancada perdeu os bebês). Ronron foi imobilizada, para tomar antibióticos e dois dias depois passar por três cirurgias, que custaram R$ 968,60. A cirurgia foi complicada. O útero estava quase rompido e ela tinha muitos coágulos. Uma das patinhas teve que ter o osso raspado, porque a fratura era exposta. Os bebezinhos, coitados, estavam mortos e cheios de hematomas. Foram retirados. 

Ronron ficou com 3 patinhas imobilizadas, 2 delas com pinos. Não conseguia se levantar. Fazia xixi e cocô nela mesma e precisava comer com ajuda (seringa com papinha). Se sobrevivesse, Ronron iria ficar feito um robozinho andando. Ronron começou a juntar água no pulmão porque ficava o tempo todo deitada. Quando estava muito, mas muito animadinha, ela conseguia levantar o pescoço. E só. Ronron também não queria mais comer. Forçavamos papinha com seringa o tempo todo, mas ela cuspia metade... Aí ela começou a juntar catarro e ter dificuldade para respirar. Você já tentou comer entupido de gripe ? Imagine uma gatinha assim, só que ainda sem poder se mexer... Mesmo com ajuda da inalação Ronron não comia direito e foi enfraquecendo, tinha crises de falta de ar de ficar com a linguinha de fora. 

Foram noites e mais noites correndo para o veterinário de madrugada. Mas queríamos muito salvar a vida dela. Faríamos tudo de novo. 

Numa segunda-feira, Ronron acordou com uma cara boa, parecia que estava sorrindo, parecia uma bonequinha japonesa. A tia Susan a levou para o vet, onde ela tomava 5 injeções diárias. Tudo parecia ir muito bem. Eis que do nada, Ronron começou a ter convulsão e parada cardíaca. Corremos com ela para um hospital veterinário, para ela ficar no oxigênio e com monitoramento cardíaco, mas outra crise a levou.


Ronron então se libertou das faixas e pinos, voltou a comer e a brincar com outros gatinhos que se foram, vítimas da irresponsabilidade de seus donos. Você acha que o dono dela se importou ? 

Coloque telas nas janelas e sacadas do seu apartamento. "Acidentes" como este podem acontecer com qualquer gatinho... Gatos são bichos curiosos, se empolgam com pássaros, insetos, podem escorregar em um dia de garoa ou simplesmente se desequilibrar. Não vale a pena pagar pra ver. Aliás, não podemos chamar isso de acidente... 

O que pode ser prevenido e não é feito não é acidente, é irresponsabilidade.




UM DIA ANTES DE MORRER 

Mais um caso de posse irresponsável
(não colocou telas nas janelas)


Fonte:http://www.pcad.com.br/telassaonecessarias.htm