Follow by Email

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Acne felina e os Florais de Bach

Acne felina e os Florais de Bach 
por Martha Follain

“No momento em que tivermos dado completa liberdade a todos os que nos rodeiam, quando não mais desejarmos atar e limitar, quando não esperarmos mais nada de ninguém, quando pensarmos apenas em dar e nunca tomar, então nesse momento veremos que estamos livres de todas as coisas deste mundo: nossas cadeias se romperão pela primeira vez na vida e, conheceremos a extraordinária alegria da perfeita liberdade.”.  Edward Bach.

Acne felina ou foliculite felina é uma patologia dermatológica, que pode afetar gatos de ambos os sexos, em qualquer idade ou raça.

A acne felina aparece mais no queixo e no lábio inferior, na forma de protuberâncias (pontos pretos)  que, formam-se devido  à obstrução das glândulas sebáceas, resultante de uma super atividade das mesmas. Não se conhece nenhum componente genético que aponte para uma predisposição do animal à acne felina.
A maioria dos gatos tem uma acne suave e, não apresenta sinais clínicos – não há necessidade de tratamento. Mas, há também os casos severos, onde pode haver irritação e inflamação da pele ao redor – a ponta do queixo pode inchar – há necessidade de tratamento tópico e/ou uso de antibióticos, tratamento esse, indicado pelo médico veterinário.
A acne felina pode ser resultado de uma reação alérgica ao plástico (alergia de contato). É recomendado o uso de comedouros e bebedouros de inox, ao invés de vasilhas de plástico. Deve-se ter cuidado com a higiene dos comedouros e bebedouros, após as refeições.
Nos gatos persas, há uma forma severa de acne - é a “dermatite facial idiopática dos persas” ou “cara suja”: a pele e os pelos apresentam uma cera escura, com distribuição simétrica na cara (queixo e ao redor dos olhos)- o médico veterinário deverá ser consultado.

Florais de Bach:
Edward Bach, renomado médico patologista e bacteriologista, atuante por mais de vinte anos em Londres, abandonou sua prática em 1930 para dedicar-se integralmente à pesquisa de seu método de cura pelas flores. Desde sua época de estudante, interessava- se mais pelos pacientes do que por suas doenças, pois sentia que ocupar-se dos sintomas físicos não era o bastante. Considerava os métodos de tratamento da época agressivos e com poucos resultados efetivos.
Todos os remédios usados em seu método são preparados a partir de flores, arbustos ou árvores silvestres. Não são prescritos diretamente segundo o mal estar físico, mas sim, de acordo com o estado mental do paciente. Os remédios de Bach tratam as pessoas e os animais doentes e não as doenças.
As essências agem equilibrando os pensamentos e as emoções de humanos e animais e, em conseqüência seus efeitos tornam-se visíveis no comportamento. As essências agem nas potencialidades latentes, elas acionam o poder de auto cura que há em cada ser.
A Organização Mundial de Saúde reconhece o efeito da terapia floral de Bach desde 1976 como medicina vibracional.
Os florais não são legalmente considerados remédios.
Os benefícios das essências florais de Bach acontecem independentemente da credibilidade ou sugestionabilidade de quem os usa – prova disso é seu uso em veterinária, bebês, pessoas em estado de coma, etc.
A terapia floral é medicina vibracional, energética, mas ainda não foi confirmado que os florais sejam sensíveis ou que percam seu efeito se expostos a ondas eletromagnéticas ( computador, micro - ondas). No entanto, como não há nenhuma conclusão a respeito, é melhor evitar a exposição dos florais aos campos eletromagnéticos.
Não há restrições quanto ao tempo de uso dos Florais de Bach.

Florais de Bach utilizados para ajudar a tratar a acne felina.
-         Crab Apple - Para tratar todos os problemas de pele. Doenças de pele crônicas ou agudas.
-         Rescue - Para tratar qualquer ferimento.
-         Impatiens - Para tratar irritações de pele.
-         Creme de Bach – uso tópico.


Martha Follain – Terapeuta holística – animais e humanos.
CRT 21524