Follow by Email

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012

Veterinário mostra como dar banho em cães com segurança em casa




Você não consegue levar seu cachorro ao pet shop, seja por economia, seja por falta de tempo, seja por não ter como transportá-lo até lá? Não importa a razão, saiba que é possível deixar o bichinho tão cheiroso e limpinho dando banho em casa quanto ele ficaria se fosse cuidado por especialistas. 

Mas tenha em mente que você precisará tomar certos cuidados para não colocar em risco a saúde do seu cão. Segundo o veterinário Marcelo Espinola, a tarefa pode ser fácil ou difícil – depende do temperamento da sua mascote e da sua paciência. 

- Para alguns, a hora do banho em casa acaba até sendo uma diversão. Mas mesmo se o cachorro não ficar bonzinho durante a limpeza, é possível fazer um bom trabalho sem muita complicação. 

Você vai precisar de uma toalha limpa, água quente, secador de cabelo e uma área compatível com o tamanho do animal para banhá-lo sem aperto. Pode ser no quintal, no tanque ou até mesmo dentro do banheiro. 

- Além disso, usará algodão para tampar os ouvidos do cachorro e mantê-los secos e de produtos de higiene, como xampu. Hoje em dia, a variedade é grande. Há opções até para clarear os pelos branquinhos. 

O primeiro passo, segundo Espinola, é tampar os ouvidos do bicho com chumaços de algodão. 

- Dê uma torcidinha no algodão e coloque-o na entrada do condutor auditivo. Para cães que ficam muito agitados, a dica é dar um petisco enquanto se coloca o algodão para proteger os ouvidos. 

Se não houver jeito, tente tampar as orelhas com as mãos na hora de molhar a cabeça. 

- Cães de pelos longos devem ser escovados antes do banho.

Outro cuidado é com a temperatura da água. O veterinário explica que o ideal é deixá-la bem morninha, mesmo nos dias quentes de verão. Se for possível, use uma mangueira para molhar o bichinho - é mais fácil de controlar, ensina Espinola.

- Lave principalmente as regiões que ficam mais sujas, como ao redor da boca, as patas e o rabo. Dá até para usar a esponja de lavar louça [a parte mais macia] para esfregar.

Ao fim do banho, o ideal enxugar com a toalha e, depois, completar o trabalho usando o secador de cabelos. 

- Se o cachorro for muito agitado e não aceitar o secador, pode se secar naturalmente. Mas não é o melhor a se fazer, pois, quando a pele fica úmida, há maior risco de contaminação por micoses ou dermatites.